Notícias

Planejamento Estratégico

09/10/2019
planejamento estratégico

O planejamento estratégico é uma ferramenta de negócios poderosa, que orienta a trajetória de uma empresa e mobiliza suas forças numa direção previamente estabelecida com base num universo complexo, que envolve variáveis internas (a empresa, suas capacidades e limitações) e externas (ameaças e oportunidades oferecidas pelo mercado).

O mercado é um conjunto de forças que compõem um ambiente competitivo, composto por pessoas que buscam valor e empresas que tentam entregar esse valor através de condutas, posicionamento e oferta.

Tudo isso pode parecer muito complicado para quem deseja se aventurar em um empreendimento.

Talvez seja mesmo, dependendo da complexidade e do tamanho do negócio.

Não obstante, é preciso considerar que o mundo está repleto de empresas que estão dando certo e gerando resultados satisfatórios aos seus sócios, acionistas, colaboradores e clientes.

Prova de que é possível obter sucesso.

Um dos elementos pouco levados em conta no planejamento estratégico, que parece ser a base de tudo, é a vocação de quem inicia o projeto, principalmente em se tratando de startups e pequenos negócios.

Um dos elementos que identifica a empresa perante a comunidade é o conjunto de valores.

Você já parou para analisar quais são os seus valores?

Pois é muito natural que os valores do dono, fundador, empreendedor, sejam os valores iniciais da empresa.

Afinal de contas, é ele a cabeça do negócio.

Outro aspecto muito importante é que uma oportunidade de empreendimento só é realmente boa se está alinhada com os anseios de quem empreende, pois é elementar que o negócio tem muito mais chances de dar certo se aquele que empreende tem prazer no que faz.

Quais empresas precisam de um planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é fundamental para qualquer empresa que queira ganhar relevância, estar constantemente em alto e ser muito bem-sucedida.

Mas em uma tipo de negócio que não pode faltar mesmo, são as empresas que estão em crescimento.

Um negócio em crescimento é um grande risco e precisa ser muito pensado para nada dar errado. 

Um planejamento estratégico tem como foco o futuro, no lugar que a empresa quer estar e não onde está atualmente, por isso todo cuidado é necessário para evitar os riscos.

Perguntas para Planejamento Estratégico

Realizadas essas premissas, o planejamento estratégico pode ser resumido em três perguntas básicas, abaixo das quais surgirão outras tantas:

1 - Onde estou? Reúna todas as informações possível sobre o seu negócio como operações internas e o que pode impulsionar sua lucratividade. Estude sua concorrência, quais as semelhanças entre eles e ao seu negócio e o que pode ser um grande diferencial. É muito importante manter os pés no chão nessa hora e desapegar às ideias que podem não ter lógica. 

2 - Para onde quero ir? Com todas as informações em mãos, comece a construir sua visão, objetivos, valores, técnicas e metas para o futuro.

3 - Como vou chegar até lá? Depois de saber onde você está e onde você quer chegar, é hora de construir o caminho que você vai seguir para chegar lá. Quais mudanças deverão ser feitas para chegar lá? Escolhas as melhores maneiras de implementar as mudanças e o prazo. 

Pense numa viagem de automóvel e você começará a entender o planejamento estratégico.

Qual o objetivo da sua viagem?

Você quer ter uma experiência inesquecível de férias ou quer fechar um negócio para a sua empresa?

Independente do objetivo, você tem que se planejar para a viagem.

Saber que roupa levar, quanto vai gastar, se tem dinheiro suficiente, se o gasto com a viagem não vai inviabilizar outros projetos, quais estradas vai pegar, quando pretende chegar, quais lugares pretende visitar, etc...

Quase podemos dizer que o planejamento estratégico é o exercício de descobrir todas as perguntas que precisam ser feitas e respondê-las de forma satisfatória, fazendo com que você se sinta seguro e bem programado para a grande viagem que é construir e conduzir um negócio.

O que é planejamento estratégico?

Parece que já respondemos parte da pergunta.

O planejamento estratégico está relacionado a um problema e precisa apresentar, em linhas gerais, a solução para esse problema.

Ele auxilia os empreendedores a olhar para o futuro, avaliar situações e traçar rotas para as possíveis soluções.

Por exemplo, uma empresa deseja aumentar nos próximos 12 meses sua participação no mercado de rações para passarinhos de 10% para 15%, o que acarretará um aumento “X” de faturamento.

Repare que nós já respondemos a duas perguntas, que é “para onde queremos ir” e “quando queremos chegar”.

Responder a essas perguntas fará com que toda a organização se mobilize para atender a esse objetivo.

Sendo assim, todas as lideranças da empresa devem ser envolvidas nesse processo.

O gestor de marketing terá que fazer o levantamento de todos os aspectos relacionados ao mercado para saber como aumentar as vendas, se há oportunidade para criar um novo produto, aumentar a penetração em determinado segmento, explorar novas oportunidades.

Ele precisa monitorar a concorrência para saber quais seus pontos fracos.

O gestor de produção e logística precisará verificar as condições de armazenagem, o que precisará ser ampliado na disponibilidade de transporte, se há segurança na rede de fornecedores para garantir os suprimentos.

O gestor financeiro precisará avaliar se a empresa tem recursos financeiros disponíveis e/ou buscar alternativas para levantar esses recursos.

Observe que o planejamento estratégico é um primeiro passo a ser dado para desencadear um processo, que mobiliza estratégias e lideranças locais e integradas em toda a empresa.

Esse processo deverá responder às duas perguntas restantes: onde estamos e para onde queremos ir?

Planejamento estratégico de uma empresa

Para montar um planejamento estratégico de uma empresa que está iniciando, tudo depende do estágio do negócio.

Muitas vezes, o empreendedor já tem um negócio.

Por exemplo: um site com dicas de viagem na internet.

O problema é como rentabilizar esse negócio.

Aliás, esse é o dilema de muitos dos negócios online.

De qualquer modo, é preciso estabelecer um objetivo, que pode ser faturar “X” no prazo de um ano.

  • O que fazer?
  • Buscar anunciantes?
  • Parcerias com agências de viagem?
  • Que tipo de parcerias?
  • Qual será a estratégia para chegar ao objetivo?
  • Vamos aumentar o número de acessos anunciando no Google Ads?
  • Qual a verba que temos para investir?
  • Onde estamos?
  • Quantos são os acessos desse site?
  • Já está consolidado?
  • Como ele é visto pelas pessoas?
  • Quantos negócios existem nessa mesma atividade?
  • Como fazem?
  • Como geram receitas?
  • Quais suas estratégias?
  • Como se comunicam?

Como fazer um Planejamento Estratégico

É fácil constatar que estamos diante de um processo movido a perguntas e respostas, mas vamos tentar abordar o tema de uma forma mais organizada.

Análise do cenário

Se a sua empresa está iniciando, a primeira coisa a ser feita é a análise do cenário.

De um lado, você tem que fazer a análise interna. Quais são os pontos fortes e os pontos fracos da sua empresa?

Voltando ao site de dicas de viagem, você tem um conteúdo de altíssima qualidade.

Isso é uma força, pois será uma boa isca para atrair parceiros de negócios.

Por outro lado, você tem uma fraqueza, que é uma verba limitada para investir.

Essa é uma fraqueza e precisamos planejar como superar ela.

Dentro dessa análise, você precisa se dedicar a um trabalho de pesquisa para conhecer de verdade a oportunidade que você deseja explorar.

Além da concorrência, você deve descobrir quais são as tendências, novas tecnologias, com está o cenário macroeconômico, quais são as ameaças envolvidas no empreendimento, quais são os anseios, hábitos, estilos e atitudes dos consumidores, etc...

Missão, visão e valores

Descobrir e documentar sua missão, sua visão e os valores da empresa significa responder quem a empresa pretende se tornar, por quais condutas deverá ser reconhecida, qual sua razão de ser, o que ela pretende entregar e para quem.

A visão é onde a empresa pretende chegar.

A missão explica o que ela vai fazer e para quem.

Os valores são os paradigmas morais e éticos da empresa.

Por exemplo: “responsabilidade ambiental”, “foco no desenvolvimento profissional de seus colaboradores”, “respeito à diversidade”, etc...

Definição de objetivos

Os objetivos devem ser elaborados a partir da consideração do cenário, da visão, da missão e dos valores.

Com base nessas variáveis, a empresa poderá traçar objetivos que sejam realizáveis, dentro de prazos pré-determinados.

O objetivo deve ser quantificável.

Por exemplo: obter um faturamento “x” no ano “y”.

Com base nisso, a empresa poderá estipular metas a serem atingidas e adotar ferramentas para controle dos resultados.

Programa de ações – Planejamento estratégico tático e operacional

Ao planejamento estratégico propriamente dito, segue-se o programa de ações para atingir os objetivos.

O planejamento tático é o planejamento de médio prazo.

Implica planejar o que será feito para viabilizar as estratégias.

Cada departamento precisará definir quais as medidas que irá adotar para contribuir para o alcance das metas e objetivos, veja:

  • o departamento de produção terá que adquirir um novo equipamento;
  • o financeiro terá que fazer uma realocação de recursos;
  • o de RH precisará contratar colaboradores com capacidade de operar os novos equipamentos;
  • a administração precisará fazer um redesenho de processos para tornar a empresa mais ágil.

Planejamento estratégico de Marketing

É preciso abrir um parêntese especial para o marketing.

Essa disciplina é, na verdade, uma orientação de negócios, que evoluiu ao longo do tempo, chegando, nos dias atuais, à condição de principal componente estratégico da empresa.

É o marketing que, colocando o cliente como centro de todas as políticas da empresa, trabalha no sentido de gerar valor para esse cliente, fidelizá-lo e tornar o negócio lucrativo.

O planejamento tático de marketing trabalha todas as variáveis que envolvem a qualificação e a entrada da oferta da empresa aos seus clientes, que abrangem o produto, o preço, a promoção e o ponto.

Em outras palavras, o que oferecer, quanto cobrar, como comunicar e onde entregar.

Principais erros do planejamento estratégico

Há alguns erros que devem ser evitados ao elaborar um planejamento estratégico, como relacionamos abaixo:

Ignorar as ameaças

As ameaças podem até fazer você voltar atrás e desistir do negócio.

Isso é melhor do que ignorá-las, porque elas não vão desaparecer como que por encanto.

Planejamento complexo

As complexidades fazem parte do negócio, mas o planejamento serve para simplificar e orientar as ações.

Se as pessoas não conseguem entender, como vão seguir?

Então a dica é tenha equilíbrio entre o planejamento e a execução, não pode ficar sempre no papel, mas também não pode ficar sem o planejamento, entende?

Objetivos inalcançáveis

É melhor ser modesto na hora de elaborar os objetivos do que frustrar sua equipe tentando alcançar algo despropositado, além das capacidades da empresa.

Muitas vezes o mais é menos, e esse pode ser um caso.

Esquecer de quem vai fazer o planejamento acontecer

Você pode elaborar um planejamento estratégico riquíssimo, mas não pode esquecer de envolver as pessoas nele, porque as pessoas não seguem aquilo que não conhecem e com o que não estão comprometidas.

Procure medir se as pessoas envolvidas entenderam perfeitamente o que elas precisam fazer, e quando entregar.

Falta de controle

Se não houver controle dos resultados no curto e no médio prazo, não há correção de rumos e o planejamento estratégico, que deve ser um processo contínuo, vira um documento obsoleto.

Etapas do planejamento estratégico

Vamos revisar aqui quais etapas do planejamento estratégico precisam constar em suas ações:

  • Defina seus objetivos;
  • Verifique e analise os fatores internos – eles normalmente abordam as questões mais relevantes;
  • Determine a rota de resoluções para cada um dos fatores;
  • Priorize a resolução dos problemas;
  • Monitore os resultados das etapas do planejamento estratégico.

Qual a diferença entre um plano estratégico e um plano de negócios?

Um plano estratégico pode ser encarado deve ser encarado como um tipo de plano de negócios. Mas eles não podem ser considerados a mesma coisa.

O plano estratégico é usado para implementar e mostrar qual direção um negócio deve seguir. 

Já o plano de negócios é usado como um documento para um negócio que está começando para conseguir financiamentos ou para gerenciar as operações do negócio.

Conseguiu entender a diferença?

Franquias como um bom negócio

Bastante informação, certo?

Bem uma forma de simplificar esse processo é investir numa franquia. Por quê?

Uma franquia é um modelo de negócios onde o franqueador, dono da marca, cede a um terceiro o direito de explorar uma unidade franqueada.

Nesse modelo de negócios, o planejamento estratégico é do franqueador e a unidade franqueada apenas repete uma receita de sucesso.

O franqueado precisa fazer um investimento inicial, mas recebe treinamento, estrutura, processos, procedimentos e uma marca consolidada.

Nesse caso, o trabalho de planejamento é bem mais simples, embora não signifique que ele não exista.

Para quem quer abrir um negócio de uma forma mais segura, vale a penas procurar se informar mais sobre o assunto.

Gostou do nosso conteúdo? Então não esqueça de compartilhar em suas redes sociais com seus amigos!

COMENTE