Notícias

O que é lucro?

23/10/2019
O que é lucro

O Brasil é um pais com vocação ao empreendedorismo, e é claro que é importante saber o que é lucro, entender o que é lucro líquido, lucro bruto, margem de lucro, e muitos outros conceitos.

O empreendedorismo está intimamente ligado a busca de liberdade para fazer suas escolhas e qualidade de vida.

Sabemos que esses são desejos comuns a qualquer pessoa.

No entanto, trabalhar, ter uma vida financeira estável, ser reconhecido pelo que faz e ainda ter tempo para aproveitar a família não é algo tão simples.

O primeiro passo é se preparar para empreender, buscando informações ajudará a compreender melhor o mundo empreendedor e diminuirá os riscos consideravelmente.

No post de hoje, traremos conceitos que giram em torno do tema lucro.

O que é lucro

O lucro é a essência do capitalismo.

Basicamente, é a diferença entre capital investido + despesas e as receitas.

Para exemplificar, suponha que uma empresa investiu R$ 40 mil para produzir o determinado produto.

As vendas desse produto totalizaram R$ 60 mil - isso gera um lucro de R$ 20 mil.

Suponha que incidiram sobre a circulação e a venda dessa mercadoria R$ 10 mil em impostos e a despesa operacional (luz, transporte, aluguel, etc) foi de R$ 5 mil.

Logo, temos R$ 20 mil - R$ 15 mil.

O lucro final foi de R$ 5 mil.

Antes de se iniciar um investimento, qualquer empresa precisa trabalhar sobre duas premissas: retorno sobre o investimento e lucro.

O lucro só passa a existir de fato quando a empresa obtém o retorno sobre o investimento, também conhecido como ROI.

Por exemplo, quando um empreendedor investe R$ 100 mil numa empresa, ele pode obter lucros mensais antes de recuperar o valor investido.

Ele estará obtendo lucro no período, mas não em relação ao investimento.

Suponhamos que você investiu R$ 100 mil em um ano determinado e, ao final do ano, apurado o resultado financeiro, obteve lucro de R$ 50 mil.

Se esse lucro de R$ 50 mil se repetir no ano seguinte, você terá retorno do investimento em dois anos.

É essencial que essa estimativa seja feita no início do negócio, e para isso é necessário realizar uma série de estudos, que incluem o seu custo de produção, a despesa mensal e anual e a previsão de vendas.

São estudos realizados pelo departamento de produção e pelo departamento de marketing.

Sendo assim, se você quiser obter o retorno sobre o investimento em dois anos, caso você tenha investido R$ 100 mil, você tem que obter lucro de R$ 50 mil anuais, ou R$ 30 mil no primeiro ano e R$ 70 mil no segundo.

Essa abordagem precisa ser feita, porque o lucro não pode estar dissociado do retorno do investimento.

Muitas vezes, um cálculo errado pode ser frustrante.

Mais um exemplo

Suponhamos que você tenha investido R$ 100 mil.

Sua previsão de lucro anual é de R$ 5 mil.

Você vai levar 20 anos para recuperar o investimento.

Será que vale a pena?

Se você fechar o negócio em dez anos, só terá recuperado metade do investimento, logo terá obtido prejuízo e não lucro.

Tudo isso faz parte do planejamento estratégico e financeiro da empresa.

O que é margem de lucro?

A margem de lucro é uma variável determinada pela empresa.

É o lucro que a empresa deseja obter sobre a venda de determinado produto ou serviço.

Para isso, é preciso calcular todos os custos envolvidos na produção e na comercialização do bem ou serviço que você oferece ao mercado, incluindo custo de matéria prima, alugueis, transporte e recursos humanos.

É preciso somar e ratear essas despesas para saber o custo de cada produto.

Se você chegou à conclusão, após todos esses cálculos, que o seu custo por produto é de R$ 20,00, se você quiser ter uma margem de lucro de 20%, você precisa calcular R$20 + 20% de R$ 20,00, que é igual a R$ 24,00.

Logo, você terá que cobrar R$ 24,00 para obter os seus 20% de margem de lucro.

Não confundir com o lucro, que está relacionado ao resultado.

Por exemplo, você pode fazer o mesmo cálculo, mas só vender metade dos produtos naquele mês.

Nesse caso, você obterá prejuízo, mesmo praticando a margem de lucro de 20%.

No entanto, você terá estoque dos produtos não vendidos, que é um ativo.

Há algumas regras a serem seguidas.

Produtos com muita venda podem ter margem de lucro pequena, pois você ganha no volume.

Em produtos com margem alta, você pode ter um volume menor de venda.

A outra regra é que a produção deve ser respaldada na previsão de venda, de modo a atender a demanda, que é essencial para a reputação da marca, e evitar encalhe, que causará prejuízos.

O que é lucro bruto?

Existem vários níveis de lucro para uma empresa.

A primeira variável a ser entendida é o que é lucro bruto.

Trata-se de uma variável simples de entender, que consiste na diferença entre o faturado com as vendas e o custo de produção do bem ou serviço comercializado.

Sendo que o cálculo do lucro bruto só considera os custos variáveis, aqueles envolvidos diretamente na produção, como matéria prima, transporte e suprimentos.

Não entram nessa conta os custos fixos, como folha de pagamento e aluguel.

O que é lucro líquido

O lucro líquido é uma variável mais completa no que diz respeito à visão do negócio, pois inclui no seu cálculo os custos fixos, como instalações, aluguel e impostos fixos.

Para chegar ao lucro líquido, basta somar os custos fixos aos variáveis e deduzir da receita total com vendas.

Esse indicador ajuda a tomar decisões como investir na redução dos custos ou aumento de preço para aumentar a margem.

O que é lucro operacional

O lucro operacional é aquele usado para demonstrar o DRE (Demonstração do Resultado do Exercício).

Esse indicador inclui todas as despesas relacionadas à operação, mais as despesas comerciais e operacionais. Para ficar mais simples, o lucro operacional é o resultado da soma de todos os ganhos e gastos da empresa. Estão excluídas do cálculo do lucro operacional as despesas financeiras, que são relacionadas a juros, correção, atualização cambial, etc...

O DRE serve para mostrar se a operação da empresa é saudável, se é lucrativa ou não.

É fundamental para que a empresa possa tomar decisões estratégicas, como a fixação do preço para a venda do negócio.

O que é lucro contábil?

O lucro contábil é calculado após a inclusão das despesas e receitas financeiras.

O ideal é que a empresa obtenha anualmente o lucro contábil.

Quando isso acontece, significa que as receitas são suficientes para pagar todas as despesas, obrigações financeiras e ainda reduzir a dívida.

Quando maior o lucro contábil, maior é a capacidade de investimento da empresa e mais atrativa ela se torna para novos investidores.

O lucro contábil é também o valor que sobra para dividir entre os acionistas.

O ideal é que os sócios da empresa determinem seus ganhos com base nesse lucro, de modo que essa remuneração não impacte negativamente no equilíbrio financeiro da empresa, comprometendo a integridade da situação patrimonial.

Gostou do nosso artigo?

Então acompanhe todas as nossas publicações e não esqueça de compartilhar em suas redes sociais!

Até a próxima!

 

COMENTE